Tecnologias apropriadas para a agroindústria na Amazônia

  • 110.jpg
Título Original da Pesquisa
Tecnologias apropriadas para agroindústria na Amazônia
Data de publicação
O que é a pesquisa?

O projeto é conduzido no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia e agrega pesquisas na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos com objetivos comuns: resgatar a tradição local, agregar valor às matérias primas (frutos, pescado e leite) regionais e desenvolver tecnologias apropriadas para a agroindústria na Amazônia.

Como é feita a pesquisa?

O projeto é composto por pesquisas de caracterização, conservação e agregação de valor aos frutos e pescado da Amazônia. As tecnologias de frutos abrangem pesquisas de: uso da refrigeração e da atmosfera modificada na conservação pós-colheita de cupuaçu, camu-camu, cubiu e palmito de pupunha; emprego do branqueamento para melhoria da qualidade e aceitabilidade de produtos conservados por congelamento como as polpas de camu-camu, cubiu e açaí e a parte basal do palmito de pupunha; produção de bebidas como licor de araçá-boi e camu-camu, néctar de cubiu e bebida alcoólica fermentada de camu-camu, pupunha, mapati e cupuaçu; produção de farinha de pupunha e sua utilização na elaboração de massas e produtos desidratados; produção de geléia de cubiu e camu-camu. As tecnologias de pescado abrangem pesquisas de: salga e secagem; defumação a frio e a quente; produção de semi-conserva de pescado (marinados); técnicas adequadas de congelamento e descongelamento; elaboração de “minced fish” (blocos congelados de carne mecanicamente separada do pescado); produção de “surimi” para elaboração de produtos especiais; produção de concentrado protéico de peixe (piracuí); produção de colágeno (substâncias protéicas de pele e outros tecidos conjuntivos, usadas como base de gelatinas) de peixes de baixo valor econômico. O projeto também estuda os processos tecnológicos para a produção de queijo de coalho de qualidade.

Qual a importância da pesquisa?

A principal importância do projeto é reunir conhecimentos básicos e aplicados, gerando e aprimorando tecnologias simples e com aplicabilidade na vastidão da Amazônia, uma região rica em pescado e frutos e ao mesmo tempo, carente de infra-estrutura para transporte e estocagem de alimentos perecíveis. O respeito às culturas das diversas etnias norteia as pesquisas para a geração de processo e produto harmoniosos com a tradição do setor primário e com os hábitos alimentares de seu povo.

Texto de divulgação científica publicado em 10 de dezembro de 2002.

Pesquisador(es) Responsável(eis)

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fonte(s) Financiadora(s)

MCT/INPA, CNPq e BASA